Desenvolvimento sustentavel

Crise financeira, mudanças climáticas, degradação ambiental e crescente preocupação com um suprimento de energia assegurado por vias sustentáveis, estas são algumas das áreas mais preponderantes na busca por caminhos alternativos de desenvolvimento dos últimos anos. A palavra "alternativo" se refere aqui a estratégias de desenvolvimento que unem estabilidade econômica, inclusão social e sustentabilidade. O Brasil tem, por meio de grande mercado interno, economia diversificada, ampla autarquia energética, peso político internacional e sociedade civil vívida, bons pré-requisitos para contribuir com o debate ambiental.

A despeito das conquistas no combate à pobreza, a divisão social segue sendo o problema primeiro da sociedade brasileira. Estratégias de desenvolvimento futuras serão avaliadas com base em sua capacidade de solucionar a questão social e de alcançar uma distribuição mais justa de riqueza e oportunidades. Ainda que o país tenha se beneficiado imensamente do boom no mercado de matérias-primas dos anos passados, os crescentes conflitos socioambientais decorrentes da expansão do setor agrário e da indústria extrativa sugerem que desenvolvimento sustentável algum pode se basear na exportação de produtos primários. Questionamentos importantes no tocante à criação de estratégias alternativas tratam da relação entre mercado e Estado, do modelo de distribuição e participação, da disponibilização de infraestrutura, do fornecimento de energia e da visão estratégica para a sociedade.

"Qual é a estratégia de desenvolvimento do Brasil?" é a pergunta que guia o nosso trabalho conjuntamente a instituições governamentais, sindicatos, organizações da sociedade civil e cientistas progressistas focados nessas questões-chave à composição futura do país.

<<