Relações Exteriores Brasileiras

Como forma de apoio ao projeto de desenvolvimento social e econômico, a ação diplomática do atual governo tem se pautado pela defesa do interesse nacional e pelo aumento da influência brasileira na política global. Na esfera comercial multilateral, a busca por um maior equilíbrio entre os países passou pela ação do G-20, iniciativa liderada pelo Brasil e Índia e que se tornou uma das principais referências nas negociações da Organização Mundial do Comércio. Do ponto de vista político, as articulações em torno de Índia, Brasil e África do Sul e da aposta nas relações com países africanos e asiáticos dão o tom das relações exteriores que o Brasil tem estimulado. Em função de suas vantagens comparativas, o Brasil é um player internacional de primeira relevância em temas como energia, agricultura e biocombustíveis.
Diretamente proporcional ao aumento de relevância da posição do governo brasileiro no cenário internacional, organizações da sociedade civil buscam informações e formas de participação na política externa. Para ampliar a capacidade de elaborar propostas e compreender o impacto das decisões internacionais na arquitetura política e financeira internacional, a FES Brasil desenvolve projetos em cooperação com organizações da sociedade civil e instituições governamentais. Temas como transparência nas negociações, diálogo governo-sociedade civil, coerência das decisões políticas internacionais adotadas com o princípio constitucional de prevalência dos direitos humanos na política externa e impactos das decisões internacionais nas políticas públicas nacionais têm sido alguns dos temas trabalhados nessa área.